Cimentação


Proteção do Complexo Dentino-pulpar

Para que haja um melhor prognóstico é muito melhor que o dente seja vitalizado, pois reage melhor a estimulos e fica menos friável.
Há situaçoes em que a desvitalização é nescessária, em pulpites, abrasões, extrusões,e fraturas extensas. O de calor produzido durante o preparo caussa uma irritação a polpa, podendo provocar hemorragia e até necrose pulpar. A produção de calor gerado durante um preparo normal, com todos os cuidados de refrigeração, eleva a temperatura da polpa em aproxiamdamente 5 graus, sendo que a polpa morre se este aumento chegar aos 17 graus.
Causas diretas do aumento de temperatura:


Com uma boa refrigeração vc pode amenizar essa agressão, além do que evita a formação de aparas, aumenta a vida util da broca e lubrifica o desgaste. Nunca deve-se usar brocas gastas, sem corte ou fora de centro.
Após o desgaste deve-se limpar o preparo com um detergente de preferencia ou associado a hidroxido de calcio, nunca usar alcool ou ou peróxido de hidrogenio. Podem ser usadas substancias esterelizantes e agentes dessensibilizantes, mas não é recomendado usar jato de ar para secar o preparo, melhor usar algodão.
Para proteção do preparo usar provisório cimentado com pasta de hidróxido de calcio que ajuda na resposta pulpar à agressão induzindo a mineralização e como agente bacteriostático.
Antes da cimentação definitiva pode se usar algum verniz cavitário para que não ocorra infiltração pelos canalículos dentinários.


Técnica e Materiais para Cimentação

Conceito
É o processo de interposição de uma camada de qualquer agente cimentante entre as faces internas de uma restauração e as faces dentais do preparo.
Fatores que atuam no processo

  1. Preparos cavitários mecanicamente bem realizados, complexo dentina polpa bem protegidos;
  2. Materiais usados de boa qualidade;
  3. Escolha correta do cimento para cimentação;
  4. Técnica perfeita de manipulação do cimento.

Fatores Biomecânicos
Fatores que promovem uma melhor precisão da protese sobre o preparo na cimentação

Cimentação Provisória

Indicação: Agentes Cimentantes: Pastas de hidróxido de calcio e pastas a base de oxido de zinco.

Vantagens da cimentação provisória

  1. adaptação cervical dos retentores;
  2. aceitação periodontal;
  3. forma dos ponticos e retentores;
  4. dentina sensível;
  5. observação de lesões periapicais;
  6. facilidade para endodontias.

Desvantagens da cimentação provisória
  1. possibilidades de dissolver o agente cimentante;
  2. pacientes assintomáticos não retornam às consultas;
  3. dificuldade na retirada posterior da protese.
Procedimentos para cimentação Provisória
  1. Isolamento;
  2. Limpeza do preparo;
  3. Secagem;
  4. Lubrificação;
  5. Cimentação;
  6. Remoção dos excessos.

Cimentação Definitiva

Cimentos:

Procedimentos para Cimentação Definitiva Cuidados