Pesquisa personalizada

REPUDIE os exploradores da fé popular!
NÃO a todo e qualquer especialista: da imprensa, da religião, dos sindicatos, dos partidos, da saúde, da justiça, da educação, do poder estatal.
NÃO a toda exteriorização petrificada.
NÃO a toda exteriorização do poder.
Para sua emancipação o proletariado não encontrará nada de positivo fora de si msmo.






El Espiritu de Mayo 68



na rede desde dezembro de 1998

Português: http://www.reocities.com/projetoperiferia
English language: http://www.reocities.com/projetoperiferia6/english.htm

  VÍNCULOS















 

 

E-LIVROS



Para ler os livros abaixo na tela de seu PC, você precisa primeiro instalar o eRocket. Clique aqui para baixar da eBooksBrasil. Se você já tiver um Rocket eBook™ ou um REB 1100, assim que a baixa for feita, o livro eletrônico será incorporado automaticamente à sua RocketLibrarian™. Se você só tiver o programa eRocket, para ler o livro eletrônico em seu computador, salve o arquivo, abra o programa e importe o título.

Paz!? (Filme em Flash) 
Coletivo Periferia
Baixa


ESCUTA, ZÉ NINGUÉM

Por Wilhelm Reich -- Ed. Projeto Periferia
fonte digital: Coletivo Sabotagem
http://www.sabotagem.cjb.net

(c) 2003 - Wilhelm Reich


Escuta, Zé Ninguém! Por Wilhelm Reich. Chamam-te "Zé Ninguém", "Homem Comum" e, ao que dizem, começou a tua era, a "Era do Homem Comum". Mas não és tu que o dizes, Zé Ninguém, são eles, os vice-presidentes das grandes nações, os importantes dirigentes do proletariado, os filhos da burguesia arrependidos, os homens de Estado e os filósofos. Dão-te o futuro, mas não te perguntam pelo passado.

Expropriação Já!
Coletivo Periferia
Baixa

Sacco e Vanzetti 
Sacco e Vanzetti
Baixa

Ação Direta
Voltairine de Cleyre
Baixa

Introdução à Terceira Edição Espanhola de Apoio Mútuo
Angel J. Cappelletti
Baixa

Andar a Pé 
David Henry Thoreau
Baixa

Manifesto Contra o Trabalho 
Grupo Krisis
Baixa



Cidade Secreta: Psicogeografia e Devastação de Londres . Por Phil Baker. A palavra 'psicogeografia' esteve muito em voga nos anos 1990 em Londres, mas o que significa? Foi originada nos anos cinqüenta com o grupo avant-garde-revolucionário francês, primeiramente chamado Letristas, e depois Situacionistas. Sua primeira aparição foi na 'Introdução a uma Crítica da Geografia Urbana' (1955), onde dá uma definição compacta: 'o estudo dos efeitos do ambiente geográfico, conscientemente organizado ou não, nas emoções e maneiras, comportamentos e modos de ação, procedimentos e condutas, ações e atos de indivíduos'.

http://www.reocities.com/projetoperiferia6/psicogeografia.htm

Abolição do Trabalho
Bob Black
Baixa

Dossiê Internacional Situacionista 
Diversos Autores
Baixa

Receitas Naturais 
L.P.Baçan
Baixa

Plantas que Curam
Hugo Caravaca
Baixa

Manual da Futura Mamãe 
L.P.Baçan
Baixa

Elogio da Incerteza
Nivaldo Tetillo Manzano
Baixa

Estresse, O Demônio do Fim do Século
L P Bacon
Baixa

Andar a Pé 
David Henry Thoreau
Baixa

Do Terrorismo e do Estado 
Gianfranco Sanguinetti
Baixa


Alegria da Revolução
Ken Knabb
Baixa

O Último Discurso 
Charles Chaplin
Baixa

Por Que os Anarquistas não Votam?
Eliseé Reclus
Baixa

Guia para Escrever RocketEditions
Eric Hanuise
Baixa

A Colônia Cecília 
Francesco Rossi
Baixa

Réquiem Para Um Rio Morto 
Galileu Garcia
Baixa

A Briga Entre os Dois Ivans
Gogol, Nicolai
Baixa

A CURA E A SAÚDE PELOS ALIMENTOS

(Ernst Schneider)
496 páginas

Antes do descobrimento das Ilhas dos Ladrões pelos Espanhóis em 1620 (cujos habitantes se consideravam a si mesmos os únicos povoadores do mundo), estes estavam privados de quase tudo o que os povos civilizados consideraram indispensável para viver. Além das aves, que, de resto, não comiam, não havia nenhum animal na ilha. Aquela gente nunca tinha visto o fogo, e a princípio não fazia a menor idéia das suas características ou emprego. A sua alimentação era completamente vegetariana, constituída por frutos e raízes no seu estado natural. Os indígenas estavam bem constituídos, eram fortes e ativos, transportando facilmente aos ombros pesos de mais de duzentos quilos. A doença era quase desconhecida entre eles e chegavam com freqüência a uma idade bastante avançada. Não era raro encontrar homens com cem anos de vida sem nunca terem estado doentes.

http://www.reocities.com/projetoperiferia4/cspa1.htm
Baixa (zip contendo arquivos pdf)

A Chave
Jacob Boheme
Ed. S.C.A.
Baixa

Desobediência Civil
Henry Thoreau
Baixa

Rocket eBook - Informações Truques & Toques
Kelly Ford
Baixa

Libelo Contra a Pena de Morte
Lázaro Curvêlo Chaves
Baixa

Será Que Deus Existe?
Emil Brunner
Baixa em htm

Simpatias Ciganas
Lourivaldo Perez Baçan
Baixa

Ciganos, os Filhos do Vento
Lourivaldo Perez Baçan
Baixa

Carta do Índio 
Cacique Seattle Suquamish
Baixa

Estado Novo, Ideologia e Propaganda Política
Nelson Jahr Garcia
Baixa

PARIS: MAIO DE 68

Solidarity - Projeto Periferia

(c) 2003 - Solidarity


   
"Este texto foi publicado originalmente em junho de 1968 como uma brochura do grupo inglês Solidarity...Muito se escreveu sobre o Maio de 68. Mas raros textos, se é que há algum, têm o frescor deste testemunho".

- Coletivo Baderna - www.baderna.org - fonte digital desta edição.
   Você encontra este título, e muitas outras obras libertárias, no www.baderna.org, no Projeto Periferia e na Conrad Livros

Vários formatos no endereço http://paideia-br.blogspot.com/2005/10/sobre-o-ebooksbrasil.html:    ||||||iSilo

http://www.reocities.com/projetoperiferia3/68.pdf

 

Propaganda: Ideologia e Manipulação
Nelson Jahr Garcia
Baixa

A Árvore da Fé Cristã
Jacob Boheme
Ed. S.C.A.
Baixa

Triste Fim de Policarpo Quaresma
Lima Barreto
Baixa

O Esperanto - A Língua
Adonis Saliba e Diego Kalinouski Pedroso
Internacional Ed. do Autor
Baixa

Arquivo de História Social Edgar Rodrigues. Edgar Rodrigues - um pesquisador do movimento operário
Jorge E. Silva (org)
Baixa


DO TERRORISMO E DO ESTADO -
A teoria e a prática do terrorismo divulgadas pela primeira vez

Por Gianfranco Sanguinetti

(c) 2003 - Gianfranco Sanguinetti

Embora escrito em 1979 e abordando o 16 de março de 1978 na Itália, "Do Terrorismo e do Estado" projeta-se para o futuro, especialmente para o 11 de setembro de 2001 nos EEUU. Os elementos em torno do espetacular ato de terrorismo envolvendo o seqüestro e assassinato de Aldo Moro pelas Brigadas Vermelhas, um grupo cujos antigos líderes já haviam sido assassinados, e cuja cúpula já se encontrava infiltrada pela polícia secreta italiana, nos remete aos elementos em torno de atentados como os dirigidos contra o World Trade Center nos Estados Unidos por parte de uma Al Caeda, não apenas infiltrada, mas também criada e sustentada pela própria CIA.
Essas e outras questões são abordadas por "Do Terrorismo e do Estado"

versão do livro em htm:
http://www.reocities.com/projetoperiferia4/te.htm

em pdf:
http://www.reocities.com/projetoperiferia4/te.pdf

Vários formatos no endereço http://paideia-br.blogspot.com/2005/10/sobre-o-ebooksbrasil.html:
||||||

Arquivo de História Social Edgar Rodrigues
Pensadores Anarquistas e Militantes Libertários
Baixa

Arquivo de História Social Edgar Rodrigues
Fascismo e Anti-Fascismo no Brasil
Baixa

Arquivo de História Social Edgar Rodrigues
O Anarquismo Hoje
Baixa

O Cão de Baskervilles
Arthur Conan Doyle
VirtualBooks - Edição: Alexandre Magalhães Lopes
Baixa

As Aventuras de Sherlock Holmes
Arthur Conan Doyle
Virtual Books
Baixa

Histórias de Sherlock Holmes
Arthur Conan Doyle
Virtual Books
Baixa

Vampiro: A Máscara - Kit Introdutório (RPG)
Billy Tombstone (trad.) [Leitura Madura] Ed. billyt
Baixa


COMENTÁRIOS SOBRE A SOCIEDADE DO ESPETÁCULO

Guy Debord - Projeto Periferia

(c) 2003 - Guy Debord

   
"Vou evocar algumas conseqüências práticas ainda pouco conhecidas, que resultam deste desenvolvimento rápido do espetáculo durante os últimos vinte anos. Não me proponho, em nenhum aspecto da questão, entrar em polêmicas, de ora avante demasiado fáceis e demasiado inúteis; nem tão pouco convencer. Os presentes comentários não se preocupam em moralizar. Eles não consideram o que é desejável, ou simplesmente preferível. Limitar-se-ão a fazer notar o que é". GUY DEBORD (Paris, Fevereiro-Abril 1988.)

   Outras obras do autor e assuntos correlatos disponíveis em The Situationist International Text Library e no
Projeto Periferia
;
mais sobre o Autor no endereço
Guy Debord
.


Vários formatos no endereço http://paideia-br.blogspot.com/2005/10/sobre-o-ebooksbrasil.html:
   |prc|lit|rb|pdf|hi|ebl|

Brincadeiras de Ontem
Carlos Alberto Almeida Marques Baixa

A Bíblia Sagrada
Diversos Autores
Edição LCC
Baixa

O Barril de Amontillado
Edgar Allan Poe
Edição LCC
Baixa

O Corvo
Edgar Allan Poe Annabell Lee Tradução: Fernando Pessoa Edição LCC
Baixa

Proposta Educacional Libertária
Lázaro Curvêlo Chaves
Edição do Autor
Baixa

Um Velho Problema
Euclides da Cunha
Edição LCC
Baixa


LA SOCIÉTÉ DU SPETACLE

Guy Debord - Projeto Periferia

(c) 2003 - Guy Debord

  
 "S’émanciper des bases matérielles de la vérité inversée, voilé en quoi consiste l’auto-émancipation de notre époque".
Outras obras do autor e assuntos correlatos disponíveis em The Situationist International Text Library; mais sobre e do Autor no endereço Guy Debord

   Este texto em html e muitos outros textos libertários você encontra no Projeto Periferia


Vários formatos no endereço http://paideia-br.blogspot.com/2005/10/sobre-o-ebooksbrasil.html:    exe|prc|lit|rb|pdf|hi|ebl|

Contrastes e Confrontos
Euclides da Cunha
Baixa

À Margem da História
Euclides da Cunha
Baixa

Peru versus Bolívia
Euclides da Cunha
Baixa

Os Sertões
Euclides da Cunha
Baixa

Evangelho Segundo Marcos
Marcos
Baixa


A SOCIEDADE DO ESPETÁCULO

Guy Debord - Projeto Periferia

(c) 2003 - Guy Debord (Por Guy Debord)

 "Emancipar-se das bases materiais da verdade invertida, eis no que consiste a auto-emancipacão da nossa época". Debord
"Para livrar-se dos governos não é necessário lutar contra eles pelas formas exteriores (insignificantes até o ridículo diante dos meios de que dispõem os governos) é preciso unicamente não participar em nada, basta não sustentá-los e então cairão aniquilados. E para não participar em nada dos governos nem sustentá-los é preciso estar livre da fragilidade que arrasta os homens aos laços dos governos que lhes fazem seus escravos ou seus cúmplices". Tolstoy em Sobre a Revolução

Outras obras de Debord e assuntos correlatos disponíveis em The Situationist International Text Library; mais sobre e do autor no endereço Guy Debord.
Este texto em html e muitos outros libertários você encontra no Projeto Periferia


Vários formatos no endereço ebooksbrasil.com:    exe|prc|lit|rb|pdf|hi|ebl|iSilo


Versão portuguesa: http://www.terravista.pt/IlhadoMel/1540

Versão francesa: http://www.reocities.com/projetoperiferia4/sefa.htm

Versão brasileira: http://www.reocities.com/projetoperiferia4/se.htm

Em PDF: http://www.reocities.com/projetoperiferia4/se.pdf

Fábulas
Esopo
Tradução e seleção: Jô Andrada Ed. gafa
Baixa

Plantas Que Curam
Hugo Caravaca Virtual Books Baixa

Fábulas - imitadas de Esopo e La Fontaine
Justiniano José da RochaEd. Ridendo Castigat Mores
Baixa

Contra o Estado - Notas esparsas sobre os filmes "Nell"e "Matrix"
Lázaro Curvêlo Chaves
Edição LCC
Baixa

As Idéias Absolutistas no Socialismo
Rudolf Rocker
Baixa

Repensando Alberto Torres
Teotonio Simões
Baixa

As Alegres Senhoras de Windsor
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare

Ricardo III
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa


ANDAR A PÉ

Henry Thoureau - Projeto Periferia

(c) 2003 - Henry Thoureau

  
 "Mas o andar de que falo eu, nada tem que ver com exercício, nem a isso se destina; não é como o remédio que os doentes tomam a determinadas horas, nem como os halteres para o desenvolvimento muscular. é antes o motivo e a aventura do dia. Se quiserdes exercícios, procurai as fontes de vida. Imaginai um homem levantando halteres para cultivar saúde, quando as fontes dela estão borbulhando nos prados longínquos desprezados por ele!"


Este livro em html você encontra em Andar a Pé


Vários formatos no endereço ebooksbrasil.com:    ||||||ebl|iSilo

Tudo Bem Quando Termina Bem
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

Antônio e Cleópatra
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

Romeu e Julieta
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

Rei Lear
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

Júlio César
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa


A ABOLIÇÃO DO TRABALHO

Bob Black - Projeto Periferia

(c) 2003 - NOT COPYRIGHTED. Any of the material in this book may be freely reproduced, translated or adapted, even without mentioning the source (Por Bob Black)

"Existe tanta liberdade numa moderada ditadura desestalinizada como num ordinário local de trabalho americano. A hierarquia e a disciplina no escritório ou na fábrica é idêntica àquela que encontramos na prisão ou num convento".
Este livro em html você encontra em A Abolição do Trabalho


Vários formatos no endereço ebooksbrasil.com:
||| |||iSilo

Macbeth
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

A Megera Domada
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

Hamlet
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

A Tempestade
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa

Otelo - O Mouro de Veneza
Ed. Ridendo Castigat Mores
William Shakespeare
Baixa


A ALEGRIA DA Revolução

(c) 2003 - Ken Knabb

"Dirão, naturalmente, que um esquema como o exposto aqui é na realidade pouco prático, e vai contra a natureza humana. É totalmente certo. É pouco prático, e vai contra a natureza humana. Mas é por isso que merece a pena ser levado a cabo, e é por isso que alguém o propõe. O que é, pois, um esquema prático? Um esquema prático é um esquema que já existe e que pode ser levado a cabo sob as atuais condições. Um esquema que se oponha às atuais condições, ou que aceite tais condições será equivocado e estúpido. As condições devem ser superadas, e a natureza humana mudará. A única coisa que realmente sabemos sobre a natureza humana é que ela muda. A única qualidade que podemos predicar a ela é a mudança. Os sistemas que fracassam são os que confiam na imutabilidade da natureza humana, e não em seu crescimento e desenvolvimento". Oscar Wilde, A alma do homem sob o socialismo

htm: http://www.reocities.com/projetoperiferia3/ar.htm
pdf: http://www.reocities.com/projetoperiferia3/ar.pdf

Vários formatos no endereço ebooksbrasil.com:    ||||||

Pequena Introdução ao Anarquismo
Teotonio Simões
Baixa

Sem Bandeiras
Teotonio Simões
Baixa

Delineamentos de Política Libertária
Teotonio Simões
Baixa

Diário Íntimo
Lima Barreto
Baixa

Marginália
Lima Barreto
Baixa

O Subterrâneo do Morro do Castelo
Lima Barreto
Baixa

Os Bruzundangas
Lima Barreto
Baixa


LUTANDO NA ESPANHA

(c) 2002 - George Orwell

"No Quartel Lênin em Barcelona, na véspera de meu ingresso na milícia, vi um miliciano italiano em frente à mesa dos oficiais.
Era um moço de seus vinte e cinco anos de idade, com expressão carrancuda, espadaúdo, cabelo meio avermelhado e ouro. O quepe de couro, de bico, estava repuxado de modo feroz sobre um dos olhos, e de perfil para mim, tinha o queixo encostado ao peito, olhando com perplexidade um mapa que um dos oficiais abrira sobre a mesa. Alguma coisa, em sua expressão fisionômica, causou-me profunda emoção. Era o rosto de um homem que assassinaria outro, ou daria sua própria vida por um amigo, o tipo de rosto que se espera encontrar num anarquista, embora com toda a probabilidade ele fosse comunista."
As obras de Orwell, bem como tudo sobre George Orwell (Eric Arthur Blair), você encontra, em russo e inglês, no endereço George Orwell

Vários formatos no endereço http://paideia-br.blogspot.com/2005/10/sobre-o-ebooksbrasil.html:
||||||

em htm:
http://www.reocities.com/projetoperiferia3/orwellnaespanha.htm

em pdf:
http://www.reocities.com/projetoperiferia3/orwellnaespanha.pdf

A Nova Califórnia
Lima Barreto
Baixa

Recordações do Escrivão Isaías Caminha
Lima Barreto
Baixa

Clara dos Anjos
Lima Barreto
Baixa

Histórias e Sonhos
Lima Barreto
Baixa

O 18 Brumário de Luís Bonaparte
Edição Ridendo Castigat Mores
Karl Marx
Baixa

A Guerra Civil na França
Karl Marx
Baixa

Para uma Crítica da Economia Política
Karl Marx
Baixa

Crítica ao Programa de Gotha
Karl Marx
Baixa



A RELEVANCIA DE REXROTH (Um estudo crítico sobre Kenneth Rexroth)


(Por Ken Knabb)

Rexroth cresceu nos últimos anos do velho movimento revolucionário. A primeira guerra mundial não só evidenciou a quebra da antiga ordem social, como também revelou a superficialidade do movimento revolucionário que lutava contra ela, pois quase todas as supostas organizações internacionais da esquerda e contra a guerra acabaram se solidarizando com seus respectivos Estados. O final da guerra trouxe consigo uma onda de levantes na Europa, mas todos foram prontamente sufocados ou neutralizados. A única exceção aparente, a Revolução russa de 1917, resultou ser definitivamente o fiasco maior de todos. Os bolcheviques tomaram o poder, reprimiram as forças libertárias que haviam feito a Revolução e impuseram uma nova variante do velho sistema: o capitalismo burocrático de Estado. A burocracia "comunista" se converteu na nova classe dirigente; o Estado se erigiu num único capitalista soberano.

em htm: 
Índice
Capítulo 1: Vida e Literatura
Capítulo 2: Magnanimidade e Misticismo
Capítulo 3: Sociedade e Revolução
Notas e Bibliografia


em pdf:
http://www.reocities.com/projetoperiferia4/rr.pdf

ainda do mesmo autor:

http://www.reocities.com/projetoperiferia/cntraduzir.htm

Biografia de Karl Marx
Ensaio - Edição LCC
Lázaro Curvêlo Chaves
Baixa

Comunalismo (Das Origens ao Século XX)
Ed. Projeto Periferia
Kenneth Rexroth
Baixa

Teses sobre Feuerbach
Karl Marx
Baixa

O Estado é a Negação da Natureza
Edição LCC
Mikhail Bakunin
RL

Libertando-se Jared James
Ed. Projeto Periferia
Baixa

Fenomenologia do Espírito [Prefácio]
Hegel
Ed. Acrópolis
Baixa

O Homem Que Sabia Javanês e outros contos
Lima Barreto
Baixa

E-LIVROS formato PDF

Conheça as principais características do Acrobat(r) eBook Reader na página do Adobe(r) Acrobat(r) eBook Reader. Para ler qualquer Edição em pdf no Acrobat eBook Reader, faça a baixa normalmente e salve em disco. Depois, abra o Acrobat eBook Reader. Na Library, selecione Open File, localize o arquivo salvo, clique Open...E boa leitura!


COMUNALISMO E AUTONOMIA

(Por Jaime Martinez Luna)

Os trabalhos aqui apresentados são reflexões elaboradas desde ângulos e perspectivas diferentes, que incidem na necessidade de ordenar o conhecimento local. Um precioso material de consulta para o desenvolvimento de projetos participativos desenhados para o desenvolvimento e bem estar regional. Lidos de maneira integral, estes materiais se nos oferecem como resultados de uma investigação quotidiana, de uma atividade intelectual totalmente comprometida com a vida comunitária.

em htm: http://www.reocities.com/projetoperiferia/apresentacao.htm

 

Paris - 1968
Solidarity
Baixa

Libertando-se
Jared James
Baixa

A Terra que Precisa de um Homem
Leon Tolstoi
Baixa


COMUNALISMO - DAS ORIGENS AO SÉCULO XX

(c) 2002 - Kenneth Rexroth

"O mundo contemporâneo está se rompendo através de duas tendências contrárias; uma aponta para a morte social, e a outra aponta para o nascimento de uma nova sociedade. Muitos dos fenômenos da presente crise são ambivalentes e podem tanto significar morte como nascimento dependendo de como a crise se resolverá.
   
em vários formatos no endereço http://paideia-br.blogspot.com/2005/10/sobre-o-ebooksbrasil.html:

||||||

em htm:
http://www.reocities.com/projetoperiferia/index1.htm

Comunalismo - das Origens ao Século XX
Kenneth Rexroot
Baixa

Comunalismo e Autonomia
Jaime Martinez Luna
Baixa

A Ilusão do Sufrágio Universal
Michail Bakunin
Baixa

Solidariedade Operária - 67
Jornal Anarquista Irlandes
Baixa

Lutando na Espanha
George Orwell
Baixa

Revolução dos Bichos
George Orwell
Baixa

Plataforma Organizacional dos Comunistas
Libertários
Nestor Machno e outros
Baixa

Do Terrorismo e do Estado
Gianfranco Sanguinetti
Baixa


LIBERTANDO-SE

(c) 2002 - Jared James

"A proposta principal de Getting Free (Libertando-se), em versão menor, foi primeiramente preparada para a conferência: “Questões Críticas no Anarquismo Contemporâneo” proferida em Montague, Massachusetts, de 7 a 9 de junho de 1996. Somos gratos a John Petrovato e Cindy Milstein, organizadores daquela conferência, por possibilitar e incentivar a realização desse trabalho"

em vários formatos no endereço http://paideia-br.blogspot.com/2005/10/sobre-o-ebooksbrasil.html:
||||||

em htm: http://www.reocities.com/projetoperiferia/gettingfreept.htm

em pdf: http://www.reocities.com/projetoperiferia/gettingfreept.pdf

A Sociedade do Espetáculo
Guy Debord
Baixa

A Alegria da Revolução
Ken Knabb
Baixa

A Relevância de Rexroth
Ken Knabb
Baixa

A Cura e a Saúde Pelos Alimentos
Ernst Schneider
Baixa (zip contendo arquivos pdf)

CARTAZES formato PDF

CONSCIÊNCIA DE CLASSE

Georg Lukács

Que se pode entender (teoricamente) por consciência de classe?
Qual a função da consciência de classe assim (praticamente) compreendida na luta de classes?
Consciência de classe é uma questão sociológica "geral" ou essa questão tem um significado para o proletariado que as demais classes, até hoje aparecidas na história, ignoraram?
Qual é a essência e a função da consciência de classe?
É algo uno ou pode-se distinguir gradações e camadas?
Se se pode, qual é, então, sua significação prática na luta de classe do proletariado?

www.reocities.com/projetoperiferia5/conscienciadeclasse.htm

Dignidade
Sinkers
Tamanho: 1161 KB
Baixa

Guerra Real
Tamanho: 214 KB
Baixa

Inimigos Reais
Tamanho: 216 KB
Baixa

Recupere Sua Dignidade
Sinkers
Tamanho: 1054 KB
Baixa

Restaure Seu Planeta
Sinkers
Tamanho: 899 KB
Baixa


GUY DEBORD, OBRA CINEMATOGRÁFICA COMPLETA

Por Guy Debord-- Ed. Projeto Periferia

(c) 2004 - Guy Debord


Guy Debord, Obra Cinematográfica Completa. >"As falhas teóricas da defesa científica da Revolução proletária (tanto no conteúdo como na forma de exposição) resultaram em última análise de uma identificação do proletariado com a burguesia do ponto de vista da tomada revolucionária do poder". [Guy Debord, Complete Cinematic Works, pág. 83]


Após sairmos dessa bagunça e criarmos uma sociedade sadia, livre, as gerações futuras olharão para trás e verão Guy Debord como a personalidade do século XX que mais contribuiu para essa libertação. Guy Debord (1931-1994) foi a figura mais influente da Internacional Situacionista, o notório grupo que exerceu um papel chave na catalização da revolta de maio de 1968 na França. O impacto de seus escritos foram profundos, e suficientemente claros para aqueles que sabiam olhar além das aparências. Embora de igual importância, seus filmes até hoje permaneceram na obscuridade.


Guy Debord, Obra Cinematográfica Completa:


uiv|ref|cam|cri|gir|sef|

Não Passarão
Sinkers
Tamanho: 956 KB
Baixa

Liberte o Trabalho
Sinkers
Tamanho: 1133 KB
Baixa

Sem Governo
Tamanho: 215 KB
Baixa




RANKING
DOS LARÁPIOS
DE FORA


"Encheram os bolsos com o que roubaram de gente pobre e humilde [...] 'Como vocês tiveram coragem de fazer tanto mal ao meu povo, de explorar tanto os pobres?'". Isaías 5:14,15

1) Família Walton: Jim + John + Robson + Alice + Helen (Wal-Mart):
US$ 102,9 bilhões

"Eu [o Senhor do Universo] destruirei as belas mansões dos ricos, suas residências de inverno e suas residências de verão. E também demolirei os palácios cobertos de marfim" Amós 3:15.


2) Bill Gates + Paul Allen + Steven Ballmer (Microsoft): US$ 92,8 bilhões

"Eu farei com que vocês fiquem tão indefesos como um cego que procura achar seu caminho[...] o sangue de vocês será derramado no pó e seus corpos apodrecerão no solo. A sua prata e o seu ouro não terão nenhum valor [...], para vocês comprarem a liberdade ou a vida" Sofonias 1:17-18.


3) Warren Buffett (Berkshire Hathaway): US$ 35 bilhões

"[...] castigarei os líderes e os príncipes [...] Sim, castigarei os que [...] roubam e enchem as casas de seus patrões com lucros desonestos, conseguidos pela violência e o engano" Sofonias 1:8,9.

4) Família Albrecht (Aldi): US$ 26,8 bilhões

"As propriedades que eles compraram serão roubadas e suas casas reviradas em busca de riquezas". Sofonias 1:13

5) Larry Ellison (Oracle): US$ 23,5 bilhões

"Os que exploram outras pessoas perderão todo o seu poder, os que gostam de rir à custa dos outros vão desaparecer" Isaías 29:20

6) Príncipe Alwaleed Bin Talal: US$ 20 bilhões

"Vocês roubam os pobres e destroem os necessitados! Vocês esperam ansiosamente o fim dos feriados religiosos para abrirem as lojas e começarem a roubar novamente, usando balanças falsas e medidas erradas! Vocês escravizam o pobre, comprando-o por causa de uma dívida pequena de uma moeda de prata ou um par de sapatos! Vocês vendem aos pobres trigo estragado! O Senhor [...] jurou: 'Não me esquecerei dessas obras más!'" Amós 8:4-7.

7) Familia Quandt (BMW): US$ 18,4 bilhões

"Todos os habitantes do inferno se movimentaram para assistir à sua chegada. Reis e príncipes da terra, mortos há muito tempo, lá estarão para recebê-lo. A uma voz todos eles dizem: 'Agora você é tão fraco quanto nós!'. O seu poder e a sua força acabaram, foram junto com você para a sepultura. A bela música que você ouvia em seu palácio acabou. Sua cama será feita de minhocas, e o seu lençol de vermes!" Isaías 14:9-11

8) Familia Thomson (editores): US$ 14,9 bilhões

"Fique sabendo que o Senhor vai arrancar você de sua posição importante. Ele apanhará você e o lançará numa terra seca, que fica muito longe daqui. E lá você vai morrer, grande homem -- você que é a vergonha nacional!" Isaías 22:17-18

9) Liliane Bettencourt (L'Oréal): US$ 14,9 bilhões (...)

"Escutem bem, vocês mulheres que vivem a boa vida! Vocês, mulheres, que vivem tranqüilas, escutem o que Eu vou lhes dizer! Daqui a pouco tempo -- um pouco mais de um ano -- vocês que hoje vivem tão tranqüilas vão tremer de medo! [...] Vamos, mulheres que vivem sem qualquer preocupaçãol comecem a se preocupar! Tremam de medo, vocês que agora estão cheias de alegria e confiança. Mostrem sua tristeza, trocando suas belas roupas por panos de saco. Chorem e batam as mãos contra o peito porque vão perder suas belas propriedades [...] Isaías 32:9-12

RANKING
DOS LARÁPIOS
DO BRASIL

"Se você subiu aqui prá prender o ladrão pode voltar pelo mesmo caminho, o ladrão está escondido lá embaixo, atrás da gravata e do colarinho". Bezerra da Silva

87) Joseph & Moise Safra (irmãos Edmond Safra): US$ 4 bilhões (...)

"Suas belas casas estão cheias de riquezas conseguidas com roubo e violência" Amós 3:10


103) Antônio Ermírio de Moraes e família (Grupo Votorantim): US$ 3,6 bilhões (...)

"No meio de meu povo existem homens perversos; cada um anda vigiando o outro, como caçador escondido espera o animal chegar. Eles preparam armadilhas para apanhar homens. Como um viveiro cheio de pássaros, suas casas estão cheias de planos maldosos. Com maldade eles ficam ricos e poderosos, bem alimentados e sadios. Mas a sua maldade vai além dos limites; não cuidam dos órfãos, não dão importância aos sofrimentos dos pobres, não se incomodam em fazer justiça". Jer 5:26-28


144) Aloysio de Andrade Faria (Banco Real): US$ 2,8 bilhões (...)

"Vocês esfolam o meu povo e arrancam a carne até deixar os ossos à vista. Vocês devoram pessoas, dão chicotadas, quebram seus ossos e as cortam" Miquéias 3:2,3

351) Júlio Bozano (ex-dono do Banco Bozano Simonsen): US$ 1,3 bilhões (...)

"Se tornaram ladrões da pior espécie" Oséias 5:10

413) Abilio Diniz e família (Gr Pão de Açúcar): US$ 1,1 bilhão (...)

"Escutem-me, suas vacas gordas..., vocês mulheres que estimulam seus maridos a roubar os pobres e oprimir os necessitados, vocês que nunca tem bebida suficiente! O Senhor Deus jurou pela sua santidade que vai chegar o dia em que Ele colocará ganchos em suas narinas e as levará para longe de sua terra como se leva o gado. Todas vocês, até a última, serão levadas embora, arrastadas, presas por anzóis! Vocês serão arrancadas de suas belas casas e empurradas para fora da cidade pela brecha mais próxima das muralhas. O Senhor falou." Amós 4:1-3

445) Herdeiros de Roberto Marinho (Org. Globo): US$ 1 bilhão (...)

"Você só pensa em ajuntar riquezas e para isso, faz planos desonestos. Você mata os inocentes, explora os pobres e arranca dinheiro de quem já não tem mais nada para dar! Por causa disso, esta é a ordem do Senhor,... quando morrer...será enterrado como um burro morto: seu corpo será arrastado pelas ruas... e jogado no montão de lixo que fica fora da cidade" Jeremias 22:18-19

445) Lily Safra (viúva de Edmond Safra, dona do Ponto Frio): US$ 1 bilhão

"Vai chegar o dia em que todo o seu lucro será entregue ao Senhor. As riquezas... não serão guardadas em bancos; serão dadas ao povo... para terem boa comida e roupas finas" Isaías 23:18

base: Revista Forbes





Alguns sites e blogs que nos vincularam e outros afins.



http://artedocaos.blogger.com.br/

http://brasil.indymedia.org/pt/blue/2003/12/269630.shtml

http://brazil.indymedia.org/pt/blue/2004/04/277965.shtml

http://geocities.yahoo.com.br/portugalocultismo/

http://members.fortunecity.es/profe4/

http://members.xoom.virgilio.it/odialetico/filosofia/ideologia.htm

http://members.xoom.virgilio.it/_XOOM/odialetico/linkfilosofia.htm

http://palavrastortas.blogger.com.br/2003_08_24_archive.html

http://site.www.umb.edu/faculty/salzman_g/Estrategia/Liberandose

http://somaterapia.vilabol.uol.com.br/links-a.html

http://transitoriedade.freespeechsite.com/

http://vendedorambulante.splinder.it/1064959200

http://vivanac.web1000.com

http://www.anarquismo.org/noticias//pages.php?page=Links

http://www.bopsecrets.org/Spanish/index.htm

http://www.ebookcult.com.br/acervo/livro.asp?L=823&cat=LIT

http://www.fortunecity.com/boozers/bird/263/id35.htm

http://www.reocities.com/dcunha77/index.html

http://www.odialetico.hpg.ig.com.br/filosofia/livros/alegrevol.htm

http://www.punksunidos.com.ar/txt/62.htm

www.acratie.net/HTML/ameriquesud.html

www.agrorede.org.br/ceca/edgar/anarkP.html

www.aktivaj.hpg.ig.com.br/textos.htm

www.alasbarricadas.org/anarquiapractica/index.php

www.anarkopagina.org

www.autogestao.hpg.ig.com.br/links.html

www.biocosmo.blogspot.com/

www.buscartigo.com.br/sociedade/pro_1.htm

www.charlienaosurfe.blogspot.com/

www.conradeditora.com.br/mumia/links.htm

www.delinquente.blogger.com.br/



www.galeon.hispavista.com/elortiba/linkspro.html

www.galeradoacai.blig.ig.com.br/inicial.html

www.reocities.com/autonomiabvr/

www.reocities.com/CapitolHill/1931/translations.html

www.inconformado.hpg.ig.com.br/Links.html

www.infoshop.org/faq/index.html

www.lfn.blogger.com.br/

www.nadir.org/nadir/initiativ/agp/free/wsf/convocatoria.htm

www.patrialibre.org.ar/enlaces.html

www.piterpunk.hpg.ig.com.br/links.html

www.raisethefist.com

www.utopia.pt

www.venceremos.port5.com/solidar.html

www.reocities.com/projetoperiferia6/anarquia_de_kropotkin.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/cativas.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/definicoesminimas.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/cult.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/introducaocritica.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/manifestointernacional.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/poderconselhos.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/perspectivatransformacao.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/preliminaresconselhos.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/programa.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/revolucaocultural.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/programaelementar.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/pelo.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/pegararmas.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/q.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/situ.htm

www.reocities.com/projetoperiferia6/mensagemtrabalhadores.htm



www.verwirrung.blogger.com.br

 



 


"Que se vayan todos y que no quede ni uno solo!!!!!" [Brado do povo argentino, farto de políticos, patrões, clérigos, juízes, polícia, cientistas sociais, cientistas políticos, jornalistas, economistas, psicólogos, psiquiatras, médicos, sociólogos, intelectuais, especialistas em opinião pública, dirigentes sindicais, advogados, especialistas de toda espécie, e todos os imbecis que se rendem ou se vendem ao poder]
Vide projetos: Libertando-se por Jared James e Alegria da Revolução por Ken Knabb

"Aquele que não tem nenhuma confiança na capacidade criativa das massas e na capacidade delas se revoltar, não pertence ao movimento revolucionário [... ]
não é revolucionário coisa nenhuma. é um filho de uma cadela."
[Sam Dolgoff, citado por Ulrike Heider, Anarchism: left, right, and green, p. 12]






desde 18.08.2005 visitas








O GOVERNO FINGE promover a temperança, mas sobrevive principalmente graças à embriaguês do povo;
O GOVERNO FINGE promover a educação, mas toda sua força baseia-se na ignorancia;
O GOVERNO FINGE defender a liberdade constitutional, mas apoia-se na ausência de liberdade;
O GOVERNO FINGE melhorar a condição do trabalhador, mas oprime-o para continuar existindo;
O GOVERNO FINGE apoiar a Cristandade, mas a Cristandade destrói todo governo.

O GOVERNO ELABORA LEIS para difundir a temperança mas não erradica a embriaguês;
O GOVERNO ELABORA LEIS de apoio à educação mas não suprime a ignorância, apenas a aumenta;
O GOVERNO ELABORA LEIS para garantir a liberdade constitucional, mas escora-se no despotismo;
O GOVERNO ELABORA LEIS de proteção ao trabalhador, mas não o livra da escravidão;
O GOVERNO PROMOVE um cristianismo, mas um cristianismo que não destrói o governo, apenas o apóia.
(Tolstoi em O Reino de Deus Está Dentro de Vós).












"[. . . ]o poder de assassinar e roubar legalmente pelo poder da espada, tanto no passado como nos dias atuais, tem fortalecido o governo e sustentado aqueles que governam; as prisões, as condenações à morte, e o poder da espada, servem para obrigar as pessoas a se submeterem a um governo que se estabeleceu pela violência e pela espada e que não pode se sustentar a si mesmo senão pelo mesmo poder assassino". [A Declaration from the Poor Oppressed People of England, 1649].



"não se deve passar a vida a aprender, mas a fazer". Comênio.



GREVE NAS ARTES
Art. 1º Estabelece-se a partir de 1 de janeiro de 2010 a interrupção total de todas as produções culturais por um período de 3 anos. Art. 2º Todos os artistas interromperão a venda e, consequentemente, o consumo de seus trabalhos até 1 de janeiro de 2013. Art. 3º Institui-se um assalto total a toda atividade cultural dentro das tradições modernistas e pós-modernistas. Art. 3º Estabelece-se por todos os meios o desmantelamento de todo aparato cultural. Art. 4° A Greve da Arte estabelece: I - Total nudez da criatividade. II - O fim de toda produção artística a) Desaglutinadora § 1° juntar em separado o que está separado apenas disfarça e reforça o separamento real: b) Barata; c) Condicionada; § 1° Ninguém mais será chamado de artista § 2° Ninguém mais negará ao outro o igual dom de visão. Parágrafo único. A experimentação do êxtase será real. § 1º A encenação do êxtase será desestimulada em favor de uma experiência verdadeira. § 2º Fica definitivamente revogada a produção de tanques de isolamento e toda tecnologia criada para mergulhar pessoas em mentiras. § 3º As fundações doravante instituídas criam um novo horizonte a) de experiências múltiplas indiferenciadas hierárquicamente. b) subordinado às novas figuras que sugirão no cenário. c) de cultura de apoio mútuo. Art. 5º Para os fins desta lei, considera-se: I A recusa da identidade artística como a única arma disponível. II. A demolição da cultura como o único caminho a seguir. As disposições em contrário serão consideradas e aceitas pelo contrário do que dispõem..



A educação deve potenciar o desenvolvimento intelectual da pessoa e facilitar-lhe ao mesmo tempo uma vida social. Neste sentido a educação ética é um processo de construção e como tal não se baseia apenas em conhecimentos informativos acerca de situações conflituosas, onde valores e regras são postos como verdades abstratas e absolutas. Se atuar neste sentido formal e abstrato corre-se o risco de tornar a educação ética da pessoa humana em verbalista, fragmentada do contexto metacognitivo. (PUIG, 1998) .



Cartilha Sobre Violencia Policial

A cartilha descreve o que pode e o que não pode fazer o policial quando aborda uma pessoa, quando entra em sua casa, bem como o tratamento que deve ser dispensado ao cidadão na delegacia de polícia.

ABORDAGEM POLICIAL

Esta cartilha, elaborada em 2006, faz parte da série Construindo a Cidadania, e é uma seqüência do trabalho realizado pelo CDHS (Centro de Direitos Humanos de Sapopemba), com a colaboração de diversas personalidades e entidades que atuam na defesa dos Direitos Humanos em São Paulo. inclusive o OVP-SP.

A cartilha descreve o que pode e o que não pode fazer o policial quando aborda uma pessoa, quando entra em sua casa, bem como o tratamento que deve ser dispensado ao cidadão na delegacia de polícia. A cartilha também mostra quais informações são importantes para fazer uma denúncia de abuso de poder e os caminhos para fazê-la.

Clicando em http://www.ovp-sp.org/cartilha_abordagem_policial.htm você poderá, após aguardar alguns instantes, abrir o arquivo em Word e imprimi-lo da seguinte forma: frente e verso numa mesma folha A4 ou, após imprimir folha por folha, fotocopiá-las frente e verso na ordem numérica das páginas. Ele já vem sob a forma de uma pequena cartilha.

Cartilha completa para impressão em http://www.ovp-sp.org/cartilha_abordagem_policial.htm.




IN GIRUM IMUS NOCTE ET CONSUMIMUR IGNI




Bolchevismo e Social-Democracia




Debordianos




EXPROPRIAÇÃO JÁ!







Canalhocracia



RAILTON'S NOT LIAR



C O L E T I V O
P E R I F E R I A



"O espetáculo é uma forma de sociedade em que a vida real é pobre e fragmentária, e os indivíduos são obrigados a contemplar e a consumir passivamente as imagens de tudo o que lhes falta em sua existência real. Têm de olhar para outros (estrelas, homens políticos etc.) que vivem em seu lugar. A realidade torna-se uma imagem, e as imagens tornam-se realidade; a unidade que falta à vida, recupera-se no plano da imagem". ANSELM JAPPE



Filmografia completa de Guy Debord para Download



A BRECHA DO IRÃ




Proti Vsem (Contra Todos os Inimigos - 1957)




Jan Zizka (1955)- Parte 1.2




Jan Zizka (1955)- Parte 2.2



Revoluções Cotidianas: Práticas e Instituições para Viver Além do Capitalismo na Vida Cotidiana

Por Adam Weissman

Derrubar o capitalismo? Esmagar o estado? Estas frases podem inspirar os verdadeiros adeptos, mas para praticamente todas as outras pessoas, elas soam como tolas, sinistras ou até mesmo insanas. A maioria das pessoas que vivem em países industrializados vê a civilização industrial capitalista como uma realidade básica da vida e como algo absolutamente necessário para a sua sobrevivência. Se os revolucionários têm a esperança de expandir nossa resistência além de uma minúscula fração, então nós devemos fazer mais do que protestar contra governos e empresas socialmente irresponsáveis enquanto recitamos discursos revolucionários. Nós devemos mostrar que nossas vidas não dependem em jogar “pelas regras” como trabalhadores e consumidores obedientes e passivos, e para isso devemos demonstrar novas e melhores formas de sobreviver e prosperar.

texto completo em http://freegan.info/?page=EvRev_BR#_edn70



"A Liberdade é mãe não filha da ordem". Kenneth Rexroth em Comunalismo: Das Origens ao Século XX



Há mais de 150 anos, o filósofo alemão Ludwig Feuerbach escreveu as seguintes linhas programáticas no prefácio de sua obra mais famosa, A essência do Cristianismo: "Sem dúvida o nosso tempo […] prefere a imagem à coisa, a cópia ao original, a representação à realidade, a aparência ao ser".



É surpreendente observar a constancia com que nossas questões teológicas são complicadas pela política.



Não há como levar a sério o político profissional porque nem seu coração nem sua palavra são corretos, ele é falso, mentiroso e traiçoeiro.



Radio kehuelga livre, social e contra o poder. Transmite desde a UNAM para o sul da Cidade do México. E pela Internet para o Mundo.

http://www.kehuelga.org:8000/radio.mp3
m3u o http://stream.r23.cc:2323/kehuelga.mp3



"Se você não tem nenhuma empatia com o brilho enganoso deste mundo virado de ponta cabeça,
você é visto, pelo menos por aqueles que acreditam em tal mundo,
como uma lenda controversa, como um fantasma invisível e malévolo,
como um perverso Príncipe das Trevas.
Que é na realidade um bom título —
mais honrado que qualquer outro que o atual sistema de explicações iluminadas por holofotes é capaz de dar.
Assim, nos tornamos emissários do Príncipe de Divisão —
"aquele que está errado" —
aquele que traz desespero àqueles que se identificam com a humanidade". Guy Debord, In Girum



O que explica a intensidade terrível com a qual o homem moderno procura embrutecer-se com o vinho, o fumo, o ópio, o jogo, a leitura dos jornais, com viagens e com toda a espécie de prazeres e espetáculos? As pessoas abandonam-se a isso como a uma ocupação séria e importante, e de fato assim é. Se não houvesse um meio externo de embrutecimento, a metade do gênero humano far-se-ia explodir imediatamente o cérebro, porque viver em contradição com a própria razão é a situação mais intolerável. E todos os homens de nosso tempo encontram-se nesta situação; todos vivem numa contradição constante e flagrante entre sua consciência e sua vida. Estas contradições são econômicas e poéticas, mas a mais notável está na consciência da lei cristã da fraternidade dos homens e, ao mesmo tempo, da necessidade que aos homens impõe o serviço militar obrigatório, a necessidade de ser preparado para o ódio, para a matança, de ser ao mesmo tempo cristão e gladiador. (Tolstoi em O Reino de Deus Está Dentro de Vós).



“A próxima revolução encontrará apoio de todo mundo apenas se abranger o mundo todo” (Internacional Situacionista).



SOMOS TODOS IRMÃOS, e, no entanto, a cada manhã, este ir­mão ou esta irmã fazem para mim os serviços que não desejo fazer.
SOMOS TODOS IRMÃOS — e no entanto preciso a cada dia de charuto, de açúcar, de espelho e de outros objetos em cuja fabricação meus irmãos e minhas irmãs, que são meus seme­lhantes, sacrificaram e sacrificam sua saúde; e sirvo-me destes objetos, e até os reclamo como meu direito.
SOMOS TODOS IRMÃOS — e no entanto ganho a vida trabalhando num banco, ou nu­ma casa de comércio, num estabelecimento cujo resultado é tornar mais custosas todas as mercadorias necessárias a meus irmãos.
SOMOS TODOS IRMÃOS — e no entanto vivo e sou pago para interrogar, julgar e condenar o ladrão e a prostituta, cuja existência resulta de todo meu modo de viver e a quem não se deve, como sei, condenar ou punir.
SOMOS TODOS IRMÃOS — e vivo e sou pago para recolher impostos dos trabalhadores carentes e empregá-los para o bem-estar dos ociosos e dos ricos.
SOMOS TODOS IRMÃOS — e sou pago para pregar aos homens uma suposta fé cristã, na qual eu mesmo não creio, e que os impede de conhecer a verdadeira fé; recebo salário como padre, como bispo, para enganar os homens nas questões, para eles, mais essenciais.
SOMOS TODOS IRMÃOS — mas não forneço ao pobre se­não por dinheiro meu trabalho de pedagogo, de médico, de literato.
SOMOS TODOS IRMÃOS — e eu me preparo para o assassinato; aprendendo a assassinar, fabrico armas, pólvora, construo fortalezas e por isso sou pago. (Tolstoi em O Reino de Deus Está Dentro de Vós).



---O Grande Irmão Existe?
---Claro que existe! O partido existe! O Grande Irmão é a personificação do partido!
---Existe da mesma maneira que eu existo?
---Você não existe! Disse O’Brien
(George Orwell, "1984", Paris: Gallimardi, Coll. Folio, 1983).



O que distingue a doutrina cristã das que a precederam é que a antiga doutrina social dizia: "Vive contrariamente a tua natureza (entendendo por isto apenas a natureza animal); submete-te à lei externa da família, da sociedade, do Estado." Por sua vez, o cristianismo diz: "Vive conforme a tua nature­za (referindo-se só à natureza divina); a nada a submetas, nem à natureza animal, nem à dos outros, e alcançarás exatamente aquilo que procuras submetendo às leis externas tua natu­reza externa."





Os cristãos não precisam do governo e portanto não são obrigados a elegê-lo, a obedecer-lhe e menos ainda a dele participar.

A sociedade em que vivemos funciona como um grande cassino. No cassino, tudo é arranjado para que banca tenha lucro. Em nossa sociedade tudo é arranjado para que a elite econômica, cultural e política, satisfaça seus desejos de fama, ouro e poder. A diferença é que no cassino ninguém é obrigado a jogar, enquanto que em nossa atual sociedade, quem não aceita o jogo nem as regras do jogo, pode acabar na prisão ou na sarjeta.



Cristo, por meio de seus discípulos, envolveu o mundo in­teiro na 'Rede da fé'; mas os peixes grandes, tendo rasgado as malhas da rede, escaparam, e pelo buraco que fizeram passaram também os peixes pequenos, de modo que a rede ficou quase vazia. Os peixes grandes que rasgaram a rede são os governan­tes: imperadores, reis, papas, o clero em geral, que, sem abandonar o poder, aceitaram não o cristianismo, mas sua aparência.



Certamente, devemos seguir os conselhos de Cristo e perdoar aqueles que nos ofenderam não apenas 7, mas setenta vezes 7, ou seja, 490 vezes. Portanto, após quinhentos anos de exploração, fome e miséria, sobre várias gerações de pobres, negros e povos originários, finda-se o tempo do perdão e tem início um novo tempo, o tempo da vingança e da justiça.



O cristianismo, unindo-se ao poder sob Constantino e continuando a desenvolver-se nessas condições, corrompeu-se por completo e deixou de ser o cristianismo.



QUESTIONÁRIO SITUACIONISTA



"O homem certamente não é livre em nenhum grau. Ele é escravo de tudo, exceto de Deus. Deus não o controla nem o coíbe. Deus deixa que ele continue independente nessas condições". (Jacques Ellul em Políticas de Deus e Políticas dos Homens).



Todo policial, ainda que "cavalheiro", nada mais é do que um assassino e um bandido.



Aqueles que se dizem revolucionários, mas que só se preocupam com as condições externas ("objetivas"), esquecem que são eles mesmos que devem ser os primeiros a mudar de vida. Que devem começar por vencer a contradição em que vivem, a qual lhe permite gozar dos benefícios do sistema, ao mesmo tempo em que nutrem o desejo de derrubá-lo.



"Não vos torneis servos dos homens" (ICor 7,23).



IMAGENS DO DESENVOLVIMENTO



O REINO DE DEUS ESTÁ DENTRO DE VÓS - caps. 1-2 (Leon Tolstoi)



Guy Debord, o irrecuperável



Diretório para as obras de Leon Tolstoi e anarquismo.







Além do Cidadão Kane (video)





Admirável Mundo Novo - Manifestações no Chile em 30 de maio de 2006



DIA DE FÚRIA - Manifestações no Chile em 30 de maio de 2006



GRAFFITI - Durante o levante anti-CPE na França



Sacrificando Vacas Sagradas - Parte 1



Esporte: Espetáculo da Mentira



França pré-revolucionária



CRISTÃOS ANARQUISTAS



IGREJA CASEIRA I



MPL ZL



"Nenhum Outro Mundo é Possível Enquanto o Capitalismo e o Estado Existirem"



"O mundo está encharcado de sangue de homens que se matam mutuamente; quando o homem mata individualmente, é crime; quando o homem mata em nome do Estado, é virtude". São Cipriano



O Poder do Pensamento Negativo, ou A Volta de Robin Hood




Mai 68 - Partie 1
Colocado por wampasophile



IGREJA CASEIRA II



70 ANOS DA REVOLUÇÃO ESPANHOLA (Chicho Sanchez Ferlosio - Durruti, Ascaso y Garcia



(En la plaza de mi pueblo)



(Los campesinos)




(CANÇÕES REPUBLICANAS DA GUERRA CIVIL}




DIÁLOGO ENTRE CRISTÃOS, ANARQUISTAS, MARXISTAS, NÃO CRISTÃOS, NÃO ANARQUISTAS E NÃO MARXISTAS

1